sábado, 12 de março de 2016

A importância dos pequenos rituais na plenitude de uma vida mágica!!

Fonte da imagem: http://www.viscondedemaua.com.br/pousadafazendadomel_files/cafepousadamaua04.jpg
Sábado pode ser um dia como outro qualquer...

Algumas pessoas o dedicam para as atividades domésticas que não podem realizar durante a semana, em face da exiguidade do tempo (limpo meu banheiro nesse dia, com direito a vassourada e tudo). 

Outras seguem para o mercado, a feira, ou, então, aproveitam para descansar mais um pouquinho da jornada de trabalho da semana. Há quem vá para um parque praticar esporte, yoga, encontrar amigos ou namorar. 


Fonte da imagem:https://7em1.files.wordpress.com/2012/06/foto-1.jpg 
Não importam as motivações: no sábado as ruas ficam cheias, a energia transita para lá e para cá. 

Isso leva necessariamente à seguinte pergunta: como vivenciar a energia de sábado sem cair no ostracismo de uma vida "no automático"?

Passei a semana pensando sobre isso e, finalmente, quando estava no banho, em pleno movimento de automassagem (depois explico melhor), um insight preencheu minha mente com uma série de ideias a compartilhar. 

Bom, como seria esse estado de espírito?

CONSCIÊNCIA...

GRATIDÃO...

ENTREGA...

RITUALIZAÇÃO...

Acho que esses são os pontos-chave para uma vida feliz e plena, uma receita simples de bem-estar. 

O primeiro aspecto de uma vida mágica reside, em minha opinião, na tomada progressiva de CONSCIÊNCIA sobre o percurso. A consciência, ao contrário do que muito se pensa (hahaha, trocadilho), não consiste em um mero aspecto mental de repetição de uma ideia. 

Acredito ser uma composição entre a ideia (racional), o emocional (sensorial) e o espiritual, um equilíbrio que nos leva ao estado de languidez. Mais ou menos um preenchimento do coração, que se enche de uma alegria tão intensa que nos faz olhar para os lados e contemplar beleza onde, talvez, em outros momentos, sequer percebêssemos.

Esses dias vivenciei um estado assim, ao pegar o jipe e, ao me dirigir para o trabalho, passar pelo verde do Jardim Botânico. 

Nossa, quantas árvores! Ouvi o sussurrar delas em meu coração! Como? Sensorialidade (ouvir, ver, cheirar o aroma da chuva nas folhas), racionalidade (ideia do belo) e espiritualidade (conexão disso com a Natureza como força motriz). 

Quando respirei esse inovador ar adveio o segundo momento, de GRATIDÃO

Quantas vezes, aos invés de apenas ficar pedindo favor e beneplácito à espiritualidade, apenas agradecemos? 

Gratidão vem de gratia, graça, algo tanto sublime como gratuito, incondicional. 


Fonte da imagem: http://4.bp.blogspot.com/_fK2t8jOeKHM/SbkPuQObybI/AAAAAAAAAcQ/5gWz5RIJWUs/s320/DSC_0039.JPG
Agradecer à Natureza por tudo que recebemos é simplesmente reconhecer o fluxo da vida e se contentar com o percurso que, a cada dia, elaboramos em nossas existências. 

Quanto mais agradecemos, mais desencadeamos poderosos processos internos de regozijo, dando um comando secreto para cada uma de nossas células e de nossos átomos sibilarem um verdeiro mantra de positividade!!!!

Ao invés de pedir, pedir, pedir insistentemente - e nada fazer no sentido de se modificar padrões internos - vamos agradecer, agradecer, agradecer simplesmente pelo dia, com tudo que ele nos trouxe de ensinamentos. 

Quando fazemos isso, a carga emocional das experiências menos satisfatórias começa a se reduzir, de modo a não mais agregarem dor quando delas nos lembramos. 

ENTREGA devocional de toda nossa vida à sabedoria do Universo é outro ponto importante. Não se trata de "deixa a vida me levar, vida leva seu (sic)" - como dito na musiquinha inocente - mas de reconhecer um plano que, ao mesmo tempo é imanente e transcendente. É simplesmente confiar que tudo está em acordo com uma tessitura espiritual perfeita e harmônica. 

Isso é mágico!!!! E RITUALÍSTICO

Ou seja, na medida em que produzimos uma egrégora recorrente, na qual acrescentamos os componentes vitais acima descritos, as relações causais se transformam, desdobram-se bem à nossa frente. Esse é o epicentro de uma vida completamente mágica: alguém duvida?

Esses rituais dão a tônica de nossas trajetória, motivando-nos a seguir a espiral de nossas vidas, com beleza, alegria, esplendor e, sobretudo, muito amor no coração. Desejo, com isso, que todos e todas possam, em pequenos rituais diários, transmutar suas vidas e alcançar a máxima realização!

Céad mille fáilte!


Fonte da imagem:http://avidaquevocequer.com.br/wp-content/uploads/2015/09/felicidade-gratidao-agradecertodososodias-agradecerpelavida-vidafeliz.jpg 

Um comentário:

  1. Tenho me encantado com seus textos. Fico alegre quando percebo que você sorriu, como neste parágrafo a cima"A consciência, ao contrário do que muito se pensa (hahaha, trocadilho)"

    ResponderExcluir