quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Lá vem o Sol!!!

Fonte da imagem: http://www.celticcrossworks.com/SunDisc_cmp.jpg
Fáilte 2016!!!!

2015 está chegando ao fim e, num universo de tantos calendários (gregoriano, juliano, maia, lunar, enfim), independentemente das crenças, hoje acaba o período regido por Marte, astro ligado às guerras, aos desentendimentos, bem como à iniciativa voraz e (quase) beligerante de projeção do eu. 

Minha roda se findou em 31 de outubro, mas sempre acho importante sentir a egrégora produzida pela mudança que acompanha as datas oficiais, pois, afinal, assim são formadas sinergias que trazem mudanças positivas para o mundo.

Bem-vindo o Sol, regente de 2016!

Planeta que apadrinha o signo de Leão na astrologia, o Sol esbanja o apelo à expressão mais altiva de individualidade, personalidade, prosperidade e LUZ!

Acima de tudo, entraremos em um período iluminado, no qual desponta nossa parcela individual de realização, como atributo solar ligado à essência, identidade, estima, individualidade, abundância, vitalidade, energia e autoafirmação. 

Em contraponto, lembra-nos de Ícaro que, com extremada confiança, rumou cegamente com suas asas de cera para o abraço fatal do Sol. A vaidade, o orgulho, a prepotência e a arrogância são o espelho do fluxo, elementos centrais da perspectiva do lado de sombra a ser harmonizado em nossa saga.

Ano de laranja, amarelo, cores vibrantes que nos acendem a alma e motivam à concretização de propósitos relacionados à nossa pessoa. Ervas solares sempre bem-vindas, como calêndula, macela, girassol, camomila e todas as que têm a tonalidade do astro. 

Na mitologia grega, Apolo representa o astro solar, enquanto Lugh, filho de Eithne, personifica os atributos dessa estrela máxima, a começar pela rivalidade com seu avô Balor, trazendo a derrocada formoire e consolidando a era dos Tuatha Dé Dannan na ilha esmeralda. 

Ligado ao número 9, somatório do 2 0 1 6, o próximo ano traz o número mais que perfeito, a chave para a finalização do ciclo de crescimento espiritual, que nos permite ascender para novas etapas em ciclos que se renovam. 

Ano de compaixão, humanitarismo, despojamento e universalidade, bem como da expressão genuína de generosidade para o outro. 2016 promete a saída de um tempo difícil - ano 2015 foi intenso - mas não denota facilidade. 

Ao contrário, somente se finaliza uma estrada de maneira condigna se temos condição de ultrapassar os obstáculos que a trajetória percorrida traz. 

Mas, ao contrário de uma regência tortuosa e bélica como a de Marte, ou a restritiva e austera, como o caso de Saturno, o Sol nos traz o acalento, o calor que nos abraça para que a trilha seja percorrida. 

Ano de descobertas em relação ao autoconhecimento. 

Calar para conhecer. Ouvir para compreender. 

Fazer perguntas para o coração, buscando reconhecer os talentos que o/a tornam especial, bem como os colocando em prática.

São os atributos que, juntamente com o servir, edificam a alma e nos transformam, transportando-nos para novos horizontes ilimitados!!!

Que venha o Sol nesse novo dia, que começa, ainda, com os auspícios da Lua Cheia!

Feliz 2016 para todas e todos nós!





Nenhum comentário:

Postar um comentário