sexta-feira, 24 de abril de 2015

Toma-me!!!


Fonte: http://www.ofilosofo.com/amortrovadoresco.jpg

Toma-me!

Minha alma anseia pela tua 
no segredo armado de uma eclética profusão
Meu corpo deseja teu corpo
na amálgama contusa de um turbilhão infindo...
Doce diálogo de sedução

Toma-me!
Arrebata-me!
Acalenta-me!
Sopre em meus cabelos a brisa melódica 
Veio ardente da chama simples em reclusão
Satisfaça teu desejo implícito 
encontrando-me no horizonte negro, crepúsculo de perfeição!

Minha pele aspira ao teu toque
como um veludo fino decai ao som de uma canção
Minha boca se abre para teus beijos
Incontáveis afagos em uma noite de paixão

Acalenta-me!
Avassala-me!
Possua-me!
Atropele todas as minhas experiências
como se o mundo se nos escape em um momento de desespero
Vivencie sonhos e prantos ao meu lado
Sufoque a minha alma de exagero

Minhas coxas encontram tuas mãos
deslizam horas ao pratear da lua
Sibilam fadas colhendo nosso néctar
Estrelas me vestem enquanto estou nua

Toma-me!
Preencha-me!
Esvaia-se e me perca...
na efemeridade de uma noite moribunda
adágio inerte de alma fecunda!



Nenhum comentário:

Postar um comentário