terça-feira, 3 de junho de 2014

Tempos de recolhimento e a descoberta da quiastolita

Que outro lugar podemos buscar para descansar a alma do dia-a-dia em que vivemos diuturnamente que não nossa própria casa? O lar é, sem dúvida, o porto seguro necessário para recompor as energias e encostar a cabeça assolada pela pós-modernidade perdida em seus pensamentos de competitividade, materialismo e indiferença estruturais. 

Em idos de inverno (dia 21 de junho às 10h51) a premência por descanso e desaceleração ainda demanda mais atenção e foco, pois se trata de um período de hibernação, dentro do qual a Natureza se prepara para a inerente escassez de energia, bem como para as trevas decorrentes da movimentação do Sol. É tempo, enfim, de recolhimento!!!

Em meio a tais pensamentos ontem fui até a lojinha Mágica da Dorothy (Canto dos Encantos, SCLN 210) - lugar onde encontro os instrumentos e ingredientes usados em meus trabalhos mágicos - para buscar o jogo de runas de pedra-da-lua indiana que ela havia separado para mim quando recebi uma agradável surpresa: um presente mimoso ofertado por ela, uma lasca de quiastolita, um cristal relacionado à proteção.

Fonte da imagem: http://caminhodoscristais.blogspot.com.br/2011/03/pedra-de-cruz-ou-quiastolita.html

Sempre que recebo um presente ou alguma informação a respeito de um instrumento mágico busco estudar suas propriedades mágicas, com a finalidade de explorar melhor as opções que o objeto de poder traz em termos de utilização. 

No caso da quiastolita - também chamada pedra-da-cruz - o trabalho de pesquisa foi bem satisfatório, a começar do desenho, pois o cristal - cortado longitudinalmente - traz uma espécie de cruz ou de trevo em seu desenho, muito bonito. 

Mais do que um cristal "bonitinho", a quiastolita constitui um poderoso escudo de retenção de energias contra nós direcionadas, com a virtude de devolução à fonte emissora do que foi enviado. Ou seja, uma pedra reativa, que não se contenta em apenas proteger o/a portador/a, mas que retribui - dentro da óptica de ação e reação - o que é lançado para a pessoa. 

Além de tal propriedade, a quiastolita dissipa pensamentos e sentimentos negativos, eliminando conflitos e favorecendo soluções amigáveis. Com isso, soluciona problemas que aparentemente estão fora de nossa alçada, ajudando-nos, ainda, a superar nossos condicionamentos mais arraigados.

Como sempre, costumo programar a finalidade do cristal segundo a fase da Lua, bem como o signo em que ela se aloja, para potencializar mais os efeitos almejados. Tomo a cautela de limpá-la adequadamente em água corrente, consagrando-a, ainda, no incenso (elemento ar), deitando-a na Terra e passando-a no Fogo, pois a conjugação dos quatro elementos sinaliza o equilíbrio necessário para o cristal realizar sua finalidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário