sábado, 2 de fevereiro de 2013

Solitariamente Lammas!

Hoje é um dia muito especial, comemorando-se - em alguns círculos - Lammas, em outros, Lughnasadh, outros tantos, tidos como sinônimos - dia de celebração pelos frutos da primeira colheita (Lammas) ou dia de festas em honra ao Deus Solar Lugh (Lughnasadh). 

O festival marca a celebração de gratitude pelos grãos que rompem do solo fértil, sendo tradicional a elaboração do famoso pão de Lammas.

Lammas, aliás, é "massa", o pão feito com os primeiros grânulos paridos da Terra, apontando, por outro lado, a saída do apogeu de Litha - liberação total da irradição solar, para que nos preparemos para a chegada do outono [claro que no hemisfério sul].

A colheita, por outro lado, deixa clara a ideia de plantio que deve ser renovado, para que sempre tenhamos os frutos de nosso trabalho como forma de mantença de nosso sustento. De um lado, mostra-nos o caminho da provisão, mas, de outros, a imprevisibilidade, pois uma colheita pode ser fruto  das vicissitudes do tempo.

Havia eu planejado muito para esse Lammas. 

Entraria em trabalho meditativo com um círculo amoroso de mulheres, mas os caminhos se delinearam de outra sorte em meu trilhar. Uma missão que envolve a doação de minhas entranhas cortou o curso causal de uma ansiedade incontida e, de súbito, tirou-me do conforto de minha estrada rumo às queridas irmãs.

Ontem estava em uma reunião em torno de um projeto a demandar o fogo de Brighid que seria ontem invocado. 

Enquanto eu estava a pensar no grande papel social que me foi confiado pela própria Deusa, conectei-me. Pranteei, claro. Mas, agora, mais resignada, acredito que os desígnios da Deusa, ao final, estão sendo cumpridos no retorno, ainda que momentâneo, ao mundo de um giro ainda solitário.

Talvez esse ano seja de ciclo solitário ainda e, com ele, a preparação para mais um voo adiante. Afinal, assim como toda colheita pode render os frutos esperados, a semeadura que se faz para outra estação também representa uma escolha.

Fáilte, Lammas!

Céad mille fáilte

Nenhum comentário:

Postar um comentário